SUSTENTABILIDADE

Pomba-Sustentavel

André Pomba é um dos principais ativistas urbanos de São Paulo na luta contra a especulação imobiliária. Defensor das áreas verdes, atua pelo Parque Augusta e na rede de novos Parques SP e é conselheiro gestor do Villa Lobos e Cândido Portinari. Pomba defende não só a reciclagem, mas também a compostagem e redução do lixo como um dos coordenadores da Semana Lixo Zero. Pomba também é signatário dos programas Cidade Sustentáveis e Mobilidade Ativa, na defesa do Plano Municipal de Mobilidade Urbana. Vai lutar pela causa animal, pelo transporte público não poluente, por calçadas acessíveis/ecológicas e pelo aterramento das fiações.

Compromissos:

  • São Paulo tem dois hospitais veterinários públicos (na Zona Leste e Norte), Pomba defende a construção de pelo menos mais três, nas zona sul, oeste e centro.
  • É membro da Rede Novos Parques SP e defende a criação, preservação e conservação de parques e áreas arborizadas que conta com representantes dos parques Augusta, Águas Espraiadas, Brasilândia, Embu-Mirim, Minhocão, Moóca, Morro do Querosene, Peruche, Pinheiros e Vila Ema.
  • É signatário do programa Cidades Sustentáveis e dos 12 Eixos da plataforma que consideram a participação da comunidade local na tomada de decisões, a economia urbana preservando os recursos naturais, a equidade social, o correto ordenamento do território, a mobilidade urbana, o clima mundial e a conservação da biodiversidade, entre outros aspectos relevantes.
  • Pomba vai cobrar a efetivação das diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, garantindo que políticas e leis priorizem os modos ativos de deslocamento (a pé, bicicletas) e o transporte coletivo não poluente (biocombustíveis e elétricos).
  • Vai defender a reconstrução das usinas de compostagem e um melhor aproveitamento da usinas de reciclagem. Vai buscar conscientizar o poder público da necessidade da redução do lixo de acordo com os parâmetros do programa Lixo Zero.
  • Vai defender a utilização de calçadas acessíveis e ecológicas.
  • São Paulo tem só 7% dos cabos de luz, telefone e TV debaixo da terra (Londres e Paris tem 100% e Nova York 72%). O aterramento dos fios, além do impacto visual, beneficia a qualidade dos serviços, diminuindo interrupções motivadas por ventos, chuva, roubos etc. Pomba vai cobrar a efetivação e ampliação do programa de enterramento de fios.